Pesquisar

Misture, ouse e divirta-se: A campanha que Ana Paula Valadão pediu boicote

Misture, ouse, divirta-se

A nova campanha da C&A está no ar (nas redes sociais, pelo menos) desde março. Logo no lançamento foi possível observar algum burburinho por causa do teor “polêmico”. Tem sido cada vez mais comum (e importante!) as empresas se posicionarem em favor da diversidade e do amor mas até agora nenhuma tinha ido mais fundo na discussão de papéis de gênero.

Foto: Reprodução

Acontece que a empresa chegou metendo o pé na porta e derrubando paradigmas e padrões ao propor uma coleção unissex. Abordando a diversidade no anúncio. Óbvio que os conservadores de plantão (e preconceituosos) não gostaram do que viram.

Com o slogan “Tudo lindo & Misturado”,  a marca estimula que o público encontre o seu próprio estilo, saindo do lugar comum e “dando oportunidade para o improvável”. Os filmes trazem pessoas de várias etnias, cores e tamanhos, que não se importam com os padrões e vestem aquilo que tem vontade, livres de estereótipos.

A chama da discussão reacendeu após declarações da cantora gospel Ana Paula Valadão, no Facebook. “Fiquei chocada com a ousadia da nova propaganda da loja C&A. Chama-se misture, ouse e divirta-se. São casais de namorados saindo e quando eles se beijam a roupa do homem passa pra mulher e a da mulher pro homem”, diz o post.

Homofobia
Foto: Reprodução

Além de demonstrar toda a sua “indignação” com o que chamou de “imposição de ideologia de gênero”, a cantora ainda convocou seus seguidores para que boicotem a loja. “Que absurdo! Nós que conhecemos a Verdade imutável da Palavra de Deus não podemos ficar calados. Temos que boicotar essa loja e mostrar nosso repúdio”, escreveu. Para encerrar sua postagem fez uso das hashtags #UnisexNãoExiste #SouFemininaVistoComoMulher #HomemVesteComoHomem #NãoÀIdeologiaDeGênero #DeusFezHomemEMulher #FamíliaÉHomemEMulher #HeteroSexualidade #NãoEstouEmBuscaDeFãsMasDeCristo.

UéRRRR!!!! Bem se vê que ela pode até ter decorado todos os versículos bíblicos mas não sabe nada de história da moda (quiçá de história). Vamos pontuar o seguinte para começo de conversa: Uma breve aula de história.

É muito mesquinha essa definição de “é de menino ou é de menina” e por isso a C&A está de parabéns. E a moda já discute gênero desde sempre. Sabe essas calças que todo mundo usa? Pois é! Já foram “coisa de homem”, já foram consideradas imorais pela igreja, e para usar as mulheres tinham que ter autorização policial.

Coco Chanel foi a responsável, em 1920, por apresentar uma calça larga inspirada nos marinheiros, para as mais badaladas rodas. E só se popularizou nos anos 1960, após a Segunda Guerra Mundial.

Sabe o salto-alto? Durante a Idade Média, tanto homens como mulheres usavam para evidenciar status. Isso mesmo. Sua origem nada tem a ver com feminilidade. Inclusive foi amplamente utilizado na corte do rei Luís XIV, da França, que dizem, era complexado com a pouca altura. Só que quem ficou com a fama foi Luís XV que além de tudo ainda virou nome de um tipo de salto. Ou seja, pura e simplesmente era símbolo da nobreza. Nenhuma representação de gênero, apesar de naquela época ser exclusividade masculina.

A temática tem sido bastante discutida no Brasil e ao mesmo tempo combatida por grupos conservadores e religiosos. Aliás, triste momento para as minorias sociais que após conquistarem o direito ao uso do nome social vêem essa conquista ameaçada por políticos quadrados e retrógrados.

É minha gente… O ódio pelo ódio e a hipocrisia estão avançando pelos quatro cantos do País.

A empresa se manifestou através de nota publicada na mesma rede social. “A nova campanha da C&A “Dia dos Misturados” tem como tema principal a celebração do amor e dá continuidade à nova visão da C&A sobre a Moda, lançada em março com a campanha “Misture, ouse e divirta-se.” Livre de todo e qualquer tipo de preconceito e estereótipo, o novo filme, que celebra o Dia dos Namorados, faz um novo convite à mistura de atitudes, cores e estampas como forma de expressão. A C&A reforça que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões, sempre foi um dos princípios da marca.”

Com toda essa polêmica fiquei foi mais curioso para conhecer mais dessa coleção.

Suggested Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *