Os 30’s chegam para todos

Questão de saúde
Questão de saúde. [Imagem: Reprodução]

Chega o tempo em que mudanças de hábito são necessárias. Prestes a chegar aos 30 anos, a necessidade está batendo à minha porta.

Respeito toda a questão do empoderamento anti-gordofobia que rola no mundo, mas eu cansei. Cansei de ser ponto de referência, cansei de viver doente com as taxas todas alteradas e com a imunidade numa eterna montanha russa.

Sempre relutei quanto a prática de exercícios físicos, embora estivesse nítido para mim que precisava incorporar algum tipo de atividade aos meus hábitos. Esse era o problema. Hábitos? Que Hábitos? Se nem vontade de viver estava mais rolando.

O efeito sanfona sempre foi bem real, infelizmente. A depressão ajudou e muito para que nas idas e vindas da academia, meu peso oscilasse bastante. Até que chegou ao ápice. O cúmulo do absurdo… Quando dei por mim estava pesando 118 quilos. EU DISSE 118 QUILOGRAMAS.

Com 118 quilos
Com 118 quilos [Foto: Arquivo Pessoal]
Como deixei isso acontecer comigo? A depressão tem dessas coisas. Abandonei-me. Parei de sair, de conviver com gente, de me olhar no espelho. Foi isso. Evitei o máximo possível. No máximo para escovar os dentes e olha lá. Evitava mesmo. Não gostava de ver minha imagem nem no espelho, nem em vídeos e fotografias. Por que vocês acham que existem poucas fotos minhas por aqui, e os vídeos do canal… Parei de me reconhecer.

Durante o ano de 2017 inteiro minha amiga ♥ Monalisa Lôbo tentou me convencer a aderir ao crossfit,  quando ela descobriu um lugar em que se adaptou rapidamente, perto de casa.

Embora soubesse da importância dos exercícios para o equilíbrio da minha saúde, enrolei. Enrolei bastante. Neguei. Não fui! Sabia que quando estava movimentando meu corpo as crises de depressão diminuíam ou sumiam por tempos.

Enrolei até agosto passado, quando meu bonde inteiro já estava no crossfit (♥ Carla Machado, Erika Fonseca, além da Mona ♥). E não é que eu gostei? Estaria mentindo se dissesse que a adaptação foi maravilhosa porque não foi. Para uma pessoa que detestava fazer exercícios físicos o processo é lento. Fato é que está me fazendo bem e meu corpo começou a dar sinais de mudança, segundo o que as pessoas dizem.

Falta agora a vergonha na cara e acertar na dieta, que depois das férias do começo do ano, voltou tudo como era antes (uma bagunça). Aliás, odeio essa palavra, dieta não vai funcionar para mim e eu sei disso. Esse negócio de restrição não é comigo. Melhor trabalhar com reeducação alimentar (mas isso é assunto para um próximo post).

Por isso, quero contar aqui no blog, pelo menos de quinze em quinze dias um pouco do meu processo de mudança. Até para que me ajude a manter esse compromisso comigo mesmo, vivo, vivíssimo.

com aproximadamente 78 quilos
Em 2007, com aproximadamente 78 quilos. [Foto: Arquivo Pessoal]
Inicialmente planejava eliminar 30 quilos, para chegar ao peso que atingi no auge da magreza em 2007. Mas naquela época eu também não estava saudável. Por esse motivo mudei o foco. O foco agora além de estético, claro, é a saúde. Vem comigo, vamos mudar nossos hábitos?

 

Mais de Jorge

Olá, mundo!

Diga ao mundo que voltei!
Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *